top of page

Como foi o mês de fevereiro para os investimentos e como proteger seu dinheiro diante da incerteza

"Sucesso parece ser, em grande parte, uma questão de continuar depois que outros desistiram." William Feather

Estamos vivendo momentos de incerteza no mercado financeiro, tanto já pelos cenários anteriores como crises de abastecimento, problemas de fornecimento na cadeia produtiva, inflação e desemprego; como também pelo contexto atual do conflito entre Ucrânia e Rússia, que pode desencadear ainda uma crise internacional sem precedentes neste século, pois as sanções impostas como resposta a este conflito, poderão impactar a economia global.

O QUE ACONTECEU COM OS INVESTIMENTOS EM FEVEREIRO?

Conforme dados divulgados abaixo pelo Infomoney os cinco melhores desempenhos do mês foram: 1º) Ouro 1,49% 2º) IHFA (Média ANBIMA dos Fundos Multimercados) 0,92% 3º) Ibovespa 0,89% 4º) CDI 0,71% e 5º) IRF-M (Títulos Públicos prefixados) 0,58%.

Já do lado dos cinco piores desempenhos do mês tivemos: 1º) BDRs (Empresas americanas na Bolsa brasileira) - 6,82% 2º) Bolsa Americana (S&P500) -2,9% 3º) IFIX (Fundos Imobiliários) -1,29% 4º) Dólar -0,67% e 5º) Bitcoin -0,39%. As ações americanas sentiram o reflexo dos seus problemas internos, pois os preços ao consumidor americano subiram numa intensidade não vista em quase 40 anos, na casa dos 7% anuais.

Segue a tabela completa do Infomoney, com as rentabilidades acumuladas em 2022 e nos últimos 12 meses:

Quanto ao desempenho da Bolsa de Valores, as cinco melhores empresas do mês foram:

Sul América (SULA11) com 38,58%, Rede D`Or (RDOR3) 15,07%, Carrefour (CRFB3) 14,28% e Vale (VALE3) 14,11% e TOTVS (TOTS3) 13,69%.

Pelo lado das maiores quedas no mês, os cinco piores desempenhos foram:

Qualicorp (QUAL3) com -30,11%, BRFoods (BRFS3) -25,17%, Banco Inter (BIDI4) -22,29%, Via Varejo (VIIA3) -19,70% e a Meliuz (CASH3) com -18,90%.


COMO PROTEGER O DINHEIRO DIANTE DESSAS INCERTEZAS?

A Fluir pesquisou várias fontes de analistas econômicos, para compreender as mais diversas opiniões sobre o tema: o que fazer com o dinheiro? Uma palavra em comum, nas mais diversas falas foi a necessidade de DIVERSIFICAR. Vamos às opiniões:

LIQUIDEZ:

Se faz essencial o investidor poder contar com fontes de liquidez, tanto para fazer frente às emergências, como para entrar em boas oportunidades de investimento, pois poderão ocorrer aumentos nas taxas de investimento prefixados e indexados e, para isso, é importante ter uma reserva de onde tirar o recursos. Neste momento, busque por investimentos em CDI com liquidez diária (contanto que estejam remunerando 100% ou mais do do DI) e Tesouro Selic são alternativas para isso.

RENDA FIXA

A recomendação é que os investidores, mesmo com ativos em renda variável, olhem para a Renda Fixa como proteção da carteira, em especial considerando as remunerações altas no Brasil o Tesouro Selic remunerando 10,75% ao ano. A renda fixa em nosso país está muito convidativa para aportes e, inclusive, aumentar a participação na carteira. Poderão surgir boas oportunidades no CDI (pesquise no seu Banco quanto ele está remunerando o seu dinheiro nos prazos de liquidez diária e de prazos menores (ex. 90 a 180 dias), para mudar de posição se necessário. Não é um bom momento para aplicar em títulos de longo prazo.

Outra oportunidade será nos investimentos indexados ao IPCA, onde você pode pesquisar oportunidades acima de 6% ao ano mais a variação da inflação.

Há oportunidades também em LCI e LCA, pois são isentos de imposto de renda, porém, precisamos comparar os demais investimentos que cobram IR sobre o ganho, para poder analisar qual a melhor escolha.

RENDA VARIÁVEL

Como opções de renda variável para este momento de incerteza, os clássicos Ouro e Dólar continuam sendo as boas opções, porém, o investidor que não está habituado com renda variável deve evitar entrar com investimento neste momento de volatilidade. O dólar, só com a invasão da Ucrânia feita pela Rússia, ganhou força frente a várias moedas, inclusive o o Real.

O mercado de Ações também traz boas oportunidades de empresas que estão com seus preços bem abaixo do esperado. Uma alternativa para quem não tem muita paciência em escolher uma ação, a alternativa pode ser investir no ETF BOVA11 que reúne as 60 ações mais negociadas da B3.

Quem for investir em alguns destes ativos não dá para contar com o retorno de curto prazo, porque os cenários políticos e econômicos estão muito instáveis. A ideia é investir e esperar a poeira baixar e fazer os ajustes devidos.


Caso você queira contar com uma assessoria econômica e financeira, para melhor planejar os seus investimentos entre em contato conosco. Vá no campo INVESTIMENTOS, conheça a nossa plataforma de open banking, clique no link SOLICITAR AGORA e deixe seus dados para entrarmos em contato.



Fontes: CNN Business; Dica de Hoje; EQI; Guide; Investing; Órama; Suno Research

Posts recentes

Ver tudo

Fluir

Comentarios


bottom of page