top of page

Fundos de Investimento: Dicas para você pesquisar, escolher e investir melhor o seu recurso parte 1

Atualizado: 29 de mai. de 2021

"O perigo de não esperar nada é que, no fim das contas, isso pode ser tudo o que iremos conseguir." Dan Ariely


Neste momento em que você e outros estão lendo esta postagem, podemos encontrar dois públicos distintos para o tema proposto. Um que já investe em Fundos, como alternativa de investimento, e outro que nunca investiu, pois não conhece este investimento e não sabe como escolher.

O ponto fundamental aqui, não é de lhe explicar sobre todos os tipos de fundos de investimento, pois já fizemos isto em postagens anteriores. A questão agora é: Quais motivações lhe orientam para investir em um Fundo? rentabilidade, segurança, praticidade, liquidez, patrimônio do fundo etc.?

Conforme dados da ANBIMA, e já fica o link para você ter acesso ao estudo completo, somente no mês de maio, a captação líquida da indústria de fundos foi de R$ 23,3 bilhões, e neste ano de 2021 a captação líquida fechou com R$ 124,1 bilhões.

Até o final de abril o saldo total neste tipo de investimento está em R$ 5,1 trilhões.

Legal, mas você deve estar pensando e o que isso tem a ver comigo?


Nesta semana e na próxima, vamos deixar algumas dicas para você compreender melhor como tomar uma decisão segura e minimizando o seu risco, sendo que na próxima semana daremos o passo a passo de como pesquisar um determinado fundo que você escolheu:

1) Fundo é semelhante a um Condomínio: as suas opiniões individuais ficarão em detrimento do for combinado no coletivo

De cara um recado. Se você quer fazer algo customizado, ou por sua própria conta e risco, invista você mesmo o seu dinheiro e não invista em Fundos. O Fundo é uma forma de reunir um grande número de investidores (chamados de Cotistas), que terão diferentes valores investidos, e sendo administrado por um Gestor e sua Equipe (tecnicamente chamamos de Gestores de Ativos - Asset) que faz um papel semelhante a de um síndico de prédio.

Você iria morar numa casa ou apartamento, sem ter feito nenhuma pesquisa prévia? Com o seu dinheiro também deve ser assim. Através de uma boa pesquisa, ANTES de investir, você poderá achar um Fundo, com uma gestão mais próxima possível da sua realidade de viés comportamental com relação ao dinheiro e possíveis perdas.

Reforço: quando você investe em um Fundo de Investimento, você está autorizando que alguém faça a gestão desse dinheiro.

2) Por que então investir em um Fundo?

Praticidade. Simples assim. A decisão de investir em um Fundo se deve ao fato de, muitas vezes, você não ter tempo ou o conhecimento devido para fazer o investimento do seu dinheiro, por sua própria conta e risco. Exemplo: Você pode ser um Médico excelente, ter uma boa fonte de renda devido à sua Profissão, mas isso não quer dizer que você terá o mesmo sucesso na gestão dos seus investimentos.

O Gestor de um Fundo de Investimento, contará com os recursos humanos (equipe profissional e certificada), materiais (estrutura de equipamentos voltados ao mercado financeiro) e tecnológicos para pesquisar com muito mais cuidado o dinheiro de todos os cotistas.

Outro ponto que é extremante importante no investimento em Fundos é transparência! Todas as informações de um Fundo, na sua maioria, são públicas e, para conhecer o regulamento, suas condições, relatórios e demonstrações financeiras etc., você nem precisa ser correntista de determinado Banco. Isso lhe permite então até poder comparar os desempenhos de Fundos semelhantes.

3) E como escolher em qual Fundo investir?

Agora sim, você precisa tomar as rédeas da decisão. Conforme dados da Confederação Nacional das Instituições Financeiras CNF, há algo em torno de 15 mil tipos de Fundos de Investimento diferentes no mercado, cada um com o seu próprio CNPJ (ah, vale lembrar que os recursos de um Fundo não se misturam com o da sua Administradora) e sua própria Gestão.

Ou seja, ao você acessar o app do seu Banco e querer realizar um investimento num Fundo, irá se deparar com centenas de nomes diferentes e isso às vezes até pode te desanimar ao querer investir. Mas faz parte do jogo, siga em frente.

Cada Fundo possui o seu próprio Patrimônio Líquido, formado pelo dinheiro dos Cotistas, e o Administrador pode fazer a Gestão de milhares de Fundos, novamente semelhante ao exemplo de uma Administradora de Condomínio, que faz a gestão de vários condomínios.

Conforme o relatório da ANBIMA, segue abaixo o top ten dos maiores patrimônios administrados, até Abril/2021:

Fica então algumas sugestões para seu início de pesquisa:

Acesse o seu Banco, vá no item Investimentos e procure por Fundos de Investimento. Você irá então se deparar com vários nomes e tipos de Fundos diferentes.

Perceba quais informações foram importantes para o seu critério de seleção. Faça agora o papel do Gestor do Gestor de Fundos. O que te chama a atenção na pesquisa? Verifique se o que te interessa é rentabilidade, ou se você quis saber sobre o risco, ou valor mínimo para investir, ou mesmo se há liquidez?

Faça suas anotações pois na próxima postagem faremos o detalhamento dessas informações utilizando um Fundo como exemplo.

Conheça o seu Perfil de Investidor. Conforme o seu perfil você compreenderá o seu grau de aversão a riscos. Toda Instituição em que você for investir, irá lhe solicitar que preencha esse questionário chamado API.

Chegou até aqui? Então quer dizer que você se interessa pelo assunto. Nos procure, pois podemos lhe auxiliar nesta atividade de melhor investir o seu dinheiro, com privacidade, respeitando o seu Banco de preferência, e suas características como Investidor. Lembramos que a primeira consultoria diagnóstica é gratuita. Entre em contato com a Fluir pelo nosso whatsapp ou pelo nosso e-mail.


Vamos agora ao resumo semanal do mercado financeiro

BOLSA DE VALORES

O Bolsa brasileira abriu em queda nesta sexta-feira (21), enfraquecido por Vale (VALE3) após nova queda do preço do minério de ferro na China, mas ao longo do dia ganhou força e encerrou o pregão com leve queda de 0,08% a 122.592,47 pontos. No acumulado semanal, indicador somou alta de 0,58%. O volume financeiro do dia totalizou R$ 38,2 bilhões.

No ano de 2021 o Ibovespa apresenta uma rentabilidade de 3%. Nos últimos 12 meses o Ibovespa apresenta uma variação positiva de 47,65%.

DI

No movimento da semana observado nas taxas de juros DI, o DI para jan/22 de 2022 subiu três pontos-base a 5,00% a.a., o DI para jan/23 teve queda de dois pontos-base a 6,77%a.a., o DI para jan/25 recuou cinco pontos-base a 8,24%a.a. e o DI para jan/27 registrou variação negativa de quatro pontos-base a 8,84%a.a.

DÓLAR

O dólar à vista fechou nesta sexta-feira (21) cotado a R$ 5,353 para venda, com uma alta de 1,44% no dia, sendo o maior patamar em mais de duas semanas. A semana do dólar também fecha com uma alta de 1,56%.

No mês de maio a variação do dólar continua negativa em 1,44%. No ano de 2021, o dólar está com uma alta de 3,16% e, nos últimos 12 meses, a rentabilidade do dólar está negativa em 5,91%, quando o dólar estava cotado em R$ 5,689.

FUNDOS IMOBILIÁRIOS

IFIX: o índice de referência dos Fundos de Investimentos Imobiliários, fechou esta sexta-feira (21) praticamente de lado em -0,09%, fechando o dia aos 2.804,05 pontos. A semana e o mês de maio também apresentam rentabilidades negativas em 0,78% e 2% respectivamente.

No ano de 2021 o índice apresenta ligeira queda de 2,3%, porém, nos últimos 12 meses, a rentabilidade está positiva em 8,35%.

A notícia positiva, por enquanto, é que de acordo com a publicação da XP Inc., o número de investidores pessoa física de fundos imobiliários continuou em ritmo de crescimento acelerado. O mês de abril fechou com 1,34 milhão de investidores, crescimento de 2,77% contra o mês de fevereiro e crescimento de 63,41% em relação ao mesmo período de 2020.

O Valor Patrimonial dos FIIs, tiveram uma alta acumulada de quase 70,21% no período, chegando ao patamar de R$ 141,00 bilhões.

Um ponto interessante na participação por Tipo de Investidor é que o investidor Pessoa Física representa 72,4% do total.

OURO

Com um cenário por conta da Inflação nos EUA, a cotação do Ouro foi impulsionada, onde o metal teve valorização, pois o ouro fica como reserva de segurança em um cenário instável.

A cotação do grama do Ouro em alta nesta sexta (21) de 1,78% cotado a R$ 312,51. A cotação do ouro fecha com alta de 3,84% na semana, e no mês de maio a variação está positiva em 3,84%.

Neste ano de 2021 o Ouro está com uma alta de 2,61% e, nos últimos 12 meses, a cotação do ouro apresenta uma valorização de 5,09% no período, quando o grama estava cotado em R$ 308,77.

POLÍTICA FISCAL

Conforme dados divulgados pela Receita Federal, a arrecadação tributária federal atingiu R$ 156,80 bilhões em abril de 2021, com aumento de 45,22% acima da inflação em valores corrigidos pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo.

O resultado apresentado é o maior da história para meses de abril desde o início da medição, em 1995. Nos quatro primeiros meses do ano, a arrecadação soma R$ 602,722 bilhões, com alta de 13,62% acima da inflação pelo IPCA, também recorde para o período.

Também nesta sexta, o Ministério da Economia sinalizou o desbloqueio de R$ 4,8 bilhões em recursos para órgãos federais. Com este recurso será possível uma redução na estimativa para o déficit primário do governo central em 2021, de R$ 286 bilhões para R$ 187,7 bilhões.


Fontes: ANBIMA; Bullion-Rates; Capitalizo; CNN Business; CORECON; Dica de Hoje; Endeavor; FGC; Infomoney; Itaú Corretora, Nord Research; Sebrae; Suno Research; Tesouro Direto, XP Inc.

Posts recentes

Ver tudo

Fluir

Comments


bottom of page