top of page

Três dicas para começar a investir, mesmo para quem se encontra no vermelho

"Novos modos de pensar + novos modos de agir = NOVOS RESULTADOS" Harv T. Eker



Se você estiver numa roda de conversa e, em algum momento, vier a pergunta: como você investe o seu dinheiro? Fique tranquilo, pois você terá as mais variadas respostas, com as mais diversas justificativas possíveis e, por lógica, os resultados mais diversos.

Vamos tratar sobre o item justificativas. Neste campo as respostas mais usuais que escuto, tanto em aulas, como nas consultorias são: não tenho dinheiro pra isso, não tenho tempo e quando melhorar as coisas eu aplico.

Após um tempo, se você reencontrar algumas dessas pessoas que te deram essas justificativas, dificilmente você irá perceber que algo mudou na postura da pessoa em relação ao dinheiro.

Não somente na questão das finanças pessoais, mas se uma pessoa não "virar a chave" para passar a treinar, fazer um curso, praticar um esporte, exercitar um idioma, ter um hobby etc. dificilmente os resultados serão diferentes.

A professora e psicóloga Amy Cuddy (tem um dos vídeos mais vistos no TED), autora do livro O poder da presença comenta que ajustes mínimos podem levar à grandes mudanças, ou seja, às vezes precisamos sair do horizonte das metas "desaforos" (àquelas que você sabe que não irá conseguir) para metas "desafiadoras" (àquelas que te demandarão esforço, disciplina, porém com resultados possíveis).

Vamos então para três dicas para começar a investir, mesmo para pessoas que se encontram no vermelho:

1) Abra uma conta num Banco apenas para investir



Esta dica é mais para que está no vermelho na sua conta, devido compromissos de crédito ou uso do cheque especial, e acaba não conseguindo começar nenhum investimento, pois não há saldo, ou mesmo, emocionalmente, a conta do Banco te deixa frustrado. Ah, nesta nova conta evite (e resista à pressão) de querer cheque especial ou mesmo cartão de crédito. Peça somente um de débito.

Procure abrir conta num Banco, para você começar a investir suas pequenas quantias ou conquistas. Comento que as pequenas quantias podem vir de um "prêmio" que você se dá em um determinado dia, por uma pequena quantia que você economizou (um desconto que você teve na farmácia, uma redução numa conta de luz, internet etc. que você conseguiu.

Atualmente há vários Bancos em que você investe a partir de R$ 1, R$ 10, R$ 100 etc. Dê esse "prêmio" de imediato, transferindo o valor do desconto conquistado para a conta do outro Banco ou na poupança do Banco que você já tem conta.

2) Faça o seu planejamento financeiro (comece com pequenos prazos)



Não fuja de encarar e avaliar o desempenho e resultados nas finanças pessoais, através de um bom controle do seu orçamento pessoal. Não tenho um resultado de modelagem estatístico desta questão, mas, pelo menos por experiências na minha trajetória profissional, a grande maioria das pessoas não faz nenhum tipo específico de controle financeiro e, muito menos do desempenho dos seus investimentos.

A dica inicial é que, se você já tentou várias vezes e, sem sucesso, começar uma planilha financeira ou baixar um app de controle de finanças pessoais, já ficou claro que esta prática não deu certo. Então comece com o planejamento financeiro da semana e veja o que acontece. Depois vá para quinzena, mês e, mais adiante, passe a elaborar planejamento trimestrais.

3) Diversifique seus investimentos conforme for aumentando seus recursos



De cara um recado. Diversificar não quer dizer aplicar de qualquer jeito em vários investimentos diferentes ou simplesmente deixar tudo na poupança. A tendência dessa posição dar errada é muito grande. Não sou muito adepto, de um investidor com pequenas quantias já começar a investir em ações, FIIs (fundo de investimento imobiliário) etc. expondo seus recursos a um risco alto, pela falta de pesquisa e informação.

No blog de 16/01/2021 comentamos sobre estratégias de defesa e de ataque nos investimentos. A diversificação é essencial nos investimentos, para minimizar risco e posição, e para isso há várias opções de investimentos além da poupança, como tesouro direto, cbs, fundos de investimento, COE, mercado de ações entre outras.

Quer organizar as suas finanças pessoais, mas tem dificuldade em como pesquisar, ou mesmo tem o interesse em compreender melhor como funciona os investimentos do mercado financeiro? Entre em contato com a Fluir e agende o seu horário. A primeira consultoria diagnóstica é gratuita.

Uma ótima semana para todos e vamos ao resumo semanal do mercado financeiro.

RESUMO SEMANAL DO MERCADO FINANCEIRO

BOLSA DE VALORES

O pregão desta sexta (09) fechou em 115.202,23 pontos, com uma queda de 0,54% no dia, e na semana e o mês de abril uma queda de 1,23%. O volume financeiro da sexta totalizou R$ 30,45 bilhões.

No ano de 2021 o Ibovespa está em queda de 3,21%. Há exatos um ano a Bolsa já apresentava os impactos da pandemia e fechava em 78.835,82 pontos. Nos últimos 12 meses o Ibovespa apresenta uma valorização de 46,13%.

Na Bolsa americana, os índices S&P 500 e Dow Jones subiram nesta sexta-feira, encerrando a sessão em máximas recordes e registrando o terceiro avanço semanal consecutivo. O Dow Jones subiu 0,89%, aos 33.800 pontos, o S&P 500 avançou 0,77%, aos 4.128 pontos, e o Nasdaq teve alta de 0,51%, aos 13.900 pontos.

DI

No movimento da semana observado nas taxas futuras de juros, o mercado já tinha precificado uma alta da Selic. Para Jan/2022 o DI fechou em 4,72%; para Jan/2023 6,56%; para Jan/2024 a taxa ficou em 7,5%; para Jan/2025 8,27%; para Jan/2026 ficou para 8,3% e para Jan/2027 8,81%.

DÓLAR

O dólar à vista fechou nesta sexta-feira (9), e fechando uma semana muito impactada pelo ambiente político, cotado a R$ 5,675 para venda, com alta de 1,81% no dia, e começando abril com uma alta 0,82%. No ano de 2021 o dólar está com uma alta de 9,37% e, nos últimos 12 meses, o dólar apresenta uma alta de 11,41%.

FUNDOS DE INVESTIMENTO

De acordo com a ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) a indústria de fundos de investimentos tem aportes líquidos de R$ 35,4 bilhões em março e, no primeiro trimestre de 2021, o segmento acumulou R$ 83,8 bilhões em entrada líquida, o que corresponde a um aumento de 120% em relação ao mesmo período do ano anterior. O patrimônio líquido atual da indústria de fundos de investimento é de R$ 6,255 bilhões até março 2021.

FUNDOS IMOBILIÁRIOS

IFIX: o índice de referência dos Fundos de Investimentos Imobiliários, O IFIX apresentou uma queda nesta última sexta (09), com uma de 0,24%, fechando o dia aos 2.849,29 pontos.

No mês de abril, o IFIX apresenta uma alta de 0,09% no mês e na semana. No ano de 2021 o índice apresenta ligeira queda de 0,73%, porém, e nos últimos 12 meses, a rentabilidade também está positiva em 12,72%.

INFLAÇÃO

A inflação brasileira medida pelo IPCA (índice oficial de inflação no Brasil) aumentou 0,93% em relação a fevereiro (0,86%). O maior impacto foi dos preços de serviços, estimulados pela alimentação fora de casa, aumentaram mais do que projetávamos. Na base anual, a inflação passou de 5,2% em fevereiro para 6,1% em março. permanecendo bem acima da meta do Banco Central de 3,75.

OURO

A cotação do grama do Ouro em alta nesta sexta (09) de 1,29% cotado a R$ 318,48. A primeira semana de abril no ouro também foi negativa para o em 0,83%.

Neste ano de 2021 o Ouro apresenta uma alta de 0,71% e, nos últimos 12 meses, a cotação do ouro apresentou uma valorização de 15,15% no período, quando o grama estava cotado em R$ 276,57.

Fontes: ANBIMA; ANFAVEA; Bullion-Rates; Capital Research; Capitalizo; CNN Business; CORECON; Dica de Hoje; Endeavor; Infomoney; Nord Research; Sebrae; Suno Research; XP Inc.


Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page